E o amor perdeu

Foto de Arnault L. D.

Eu sei, que nosso amor não mais é
Mas, o que sinto é todo teu
ele é Cupido e o racíocinio ateu
do nosso romance não criou fé

Ebenezer eu esteja errado
que nunca mais me queira
pois me empurraste da beira
de um limbo, triste como fado

E que num revés não reflita
a ponderar os talvez da vida
quando da certeza estiver despida
da opção presa a boca e nunca dita

Queimei a ponte e afundei o navio
me desfiz da bússola e harpa
és em meu peito uma farpa
cravada a sangrar-me ao vazio

E agora d'onde não sei voltar
só espera que Deus te proteja
que o que tens seja o que deseja
mas se for eu, só resta chorar.

Comentários

2
Foto de luadeagosto

Nao sou exagerada..vc 'e muito bom!
Esta de parabens,poeta!
Abraços

Foto de Arnault L. D.

Nossa! Você me surpreendeu...
Este poema é um dos meus antigos...
E você deixou seu recado nele.
Quase ninguém lê os poemas de mais de um dia...
Muito obrigado.
Beijo com muito carinho
Arnault