Um poema dentro de ti

Foto de José Herménio Valério Gomes

Porque serà,que o tempo volta sempre
Sem pré-aviso falar ao coração
Passeando nas nossas vidas agora ausentes
Daquela que foi uma loucura de paixão

Algo o faz sentir,algo me faz saber
Que vem acompanhado de sofrimento
Por um dia na vida,ter deixado perder
E que pensa reavêr a todo o momento

Como sem o magoar,ensinar-lhe a haver amado
Como eu aprendi,guardando o que tanto amei
E hoje vive no regresso do passado
Para vivre o que vivo,tambem

Dentro das tantas poesias
Acendem-se sorrisos na tristeza comigo
Que nos fazem ser o livro por um dia
Rarrando uma historia de amor perdido

Por vezes quero desistir nas palavras
Do que escrevo,como ultimo para ti
Mas este amor é um poema que não acaba
Como unico que foi para ti

Como a cigana joga os dados
Eu baralho palavras viciadas
Quanto são os sentimentos guardados
Para nasceres poema de palavras cruzadas...

(Zehervago 15/05/2014. Carouge)