Aquele brilho encantador

Foto de Vanessa Sousa

Meio sem querer
Peguei-me admirando você
Ao virar-se, me olhaste...
E ficamos a nos encarar
E naquele par de olhos lindos
Um brilho radiante
Consegui enxergar
Coincidentemente
Lá, pude me ver!
Fiquei tão hipnotizada
Que nem mesmo
Conseguia me mover
Ali parada fiquei
Admirando aquele olhar
De tão radiante que era
Fez-me perder o rumo
E fiquei sem saber
Por onde andar
Quando despertei
Não conseguia entender
Porque aquele olhar
Fez-me enlouquecer?
Fiquei totalmente impressionada
Sem destino, sem direção.
E mesmo não mais olhando em seus olhos...
Não conseguia esquecer
Aquele olhar
Aquele brilho
Tão enlouquecedor
Tão envolvente
Ao mesmo tempo
Que me acalmava
E me fazia sentir-se bem
Cortava-me a alma
E me fazia sofrer também
Esse olhar que me marcou
E também me enlouqueceu
Deixou marcas
Deixou saudades
De um olhar que se perdeu
Pois foi através dele
Que todo esse encanto aconteceu.

Comentários

7
Foto de Dirceu Marcelino

Meio sem querer te coloquei no trem,

Quase no fim da fita, e, estavas muito linda.

Agora o trem tá parado em Vila Real,e , também,

Não consegue retornar, pois, lá no fim da linha,

Estamos eu, você, nossos amigos e, também,

A tua beleza morena, de uma olhadinha,

E verás sozinha, dentro do trem, num vai e vem

Tua fotografia, linda, na janelinha.

Isso está na fita nº 13. Vou votar nas demais,

Também.

Parabéns.

Foto de Vanessa Sousa

Meu amigo que prazer em poder receber seu voto...obrigada por td viu...volte sempre pois amo sua visita...bjs

Vanessa Brandão

Foto de Joaninhavoa

Olá
Vanessa!

Maravilhoso este teu poema!
Muito expressivo... e de palavras lúcidas que deram origem a este lindo versar!

Abraço, de
JoaninhaVoa

Joaninhavoa

Foto de Vanessa Sousa

Obrigada querida...como sempre muito agradável...fico feliz sempre com a sua visita...bjs

Vanessa Brandão

Foto de YapRose

Menina,

como eu conheço o impacto que tal olhar pode causar...

Um olhar de despertar
nos faz sonhar
Imaginar para lá de um olhar
nos faz arrepiar
Sentir um nosso corpo no olhar
nos faz desejar
Enlouquecer num só olhar
nos faz vibrar
E sim, tudo isso se passa
por um simples olhar!

Meu voto! Enlouquecedora forma de olhar, ameiiiiii...

Beijo,

Yap...

Foto de Vanessa Sousa

Obrigada...realmente,atrvés do olhar podemos ver e sentir muita coisa...bjs,volte sempre

Vanessa Brandão

Foto de Dirceu Marcelino

Acho que vou postar cada uma que fiz para você em uma das suas poesias diferentemente, mas antes queria te pedir para deixar eu copiar o seu VÍDEO-POEMA , que fez com minha Poesia ENIGMA DAS ROSAS e incluí-lo em outro que vou começar a fazer estes dias em Homenagem aos dias das mães e a minha principalmente que se chamava TEREZA DE JESUS, e tal vídeo será uma homenagem a SANTA TERESA DAS ROSAS e a todas Rosas deste JArdim Encantado, no qual você é uma das mais belas. Aliás, nunca te perguntei, Qual sua cor preferida de Rosa?

A poesia baseia-se em minha mãe que era branca, e uma tia, irmã de meu pai que era NEGRA. O enredo consistirá em dizer que todas as ROSAS, nascem e desabrocham com cores diferentes (principalmente, nos cabelos em relação às mulheres), mas que durante a vida, ainda no início do envelhecer, todas ser tornam brancas (cabelos) e isso proseguirá até desvanecer...

Olhe até se você quiser escrever alguma coisa, seria muito bom, não precisa se preocupar com tamanho ou com rimas. Faça de coração que gostaria de incluí-lo, junto com essa linda foto que colocaste no Nick. Parabéns. e Obrigado.

Aqui vai a primeira poesia que fiz em tua homenagem, mas têm mais:

Homenagem a Vanessa Brandão
*

"Vejo que em seu sangue,
Corre desejo, paixão, amor
E sua alma grita por esses alimentos..." (Vanessa Brandão, em Enigma das Rosas )

************************************

HOJE É QUINTA FEIRA, BOM DIA...

Surgirás como sempre bela e sedutora!
Sentará muda sem dizer: Bom dia!!!
Não precisas falar. É musa inspiradora
E ao acordar já senti os raios que irradias.

Agradar-te-ei. Chamando-a: "Salvadora".
Mas antes de aparecer – te eu já a via.
Imponente entrando dominadora,
Já sentia o teu sorriso que extasia.

Não aparecestes no esplendor da alvorada,
Mas quando meus olhos entristecidos
Achou-te em meio de pássaros em revoada.

Espero aquele teu beijinho umedecido,
Cumprimento não de uma namorada,
Mas de incentivo a um homem tímido.