ternura

Foto de Arnault L. D.

Livre tradução

Escreva algo, sem sentido qualquer.
Talvez, para alguém ver um sentido,
as palavras transbordam mister,
parece que não as tinha escrevido...

Foto de Arnault L. D.

Ainda

Todavia, o amor resiste.
No viés das coisas,
aos pontos finais,
a lógica.

Foto de Arnault L. D.

Minha linda

Minha linda, meu pensar em ternura,
a que me volta se penso no amor
e que se alonga através das histórias.
Permanece sobre as marés, flui segura
feito ponto de luz as nuvens a transpor
sobre o céu nublado das memórias.

Foto de Arnault L. D.

Ao velho Johnny

Johnny, meu velho amigo,
o que diria agora?
Me pergunto... e a resposta
é o somar que consigo
das memórias de outrora,
estendidas à mesa posta.

Foto de Arnault L. D.

Palavras sombrias

É preciso apagar as luzes
para qu’elas possam sair,
são as palavras noturnas.
Rompendo as covas e cruzes,
quando o breu as sobrevir
abrem elas suas urnas.

Foto de Arnault L. D.

Dinossauros em janeiro

De tempo em tempo o mundo
Torna-se noutro, se renova
Sucedem gerações e coisas,
vão cada vez mais ao fundo,
soterrados a alicerces, piso, cova,
sob os passos em que pisas.

Foto de Arnault L. D.

A idade do vinho

O tempo a cada coisa é diferente,
mas se aprende, sempre haverá final.
O prazo de chegar, ou ir a frente,
dia de começo e fim, do bem e mal...

Foto de Siby

Amor e chocolate

Em suas mãos um presente,
Lá vem você pelo caminho,
Chegando bem pertinho,
Com bombom de chocolate.

Foto de Arnault L. D.

Mel

A doçura do antes
que adoça o fel do agora.
Escorrendo viscosa,
nas paredes dos instantes.

Foto de Arnault L. D.

Amor

O amor... o que dizer?
Pego folhas na ventania.
No máximo, o amor de um só dia
e mesmo assim não vai caber.

Páginas

Subscrever ternura