PRIMEIRO DE MAIO (HOMENAGEM)

Foto de CarmenCecilia

PRIMEIRO DE MAIO (HOMENAGEM )
No meu trabalho ralo...
E como ralo!
Ralo
Às vezes ralho...
E se ralho
Às vezes falho.
Sou diurno...
Sou noturno...
Sou da madrugada.
Atrevo-me...
Ouso… melhor dizendo.
Recolho-me
Estou bem...
Muitas vezes mal
Sou etc. e tal...
Um “tal” de fazer coisas
Com tamanha euforia
Que me levam ao
Encantamento
À alegria
Deslumbramento
Dedicação a toda prova
É o que eu sou.
Renovo... Inovo...
Recomeço de novo.
Repentinamente
Tormento...
Sou rotina...
Sou motim...
Sou tristeza…
Sou tudo enfim.
Mas ai de mim...
Sem meu trampo...
Sem meu campo...
Os cabelos arranco…
Mesmo nos contratempos.
Pois o trabalho
Preenche os meus vazios,
Faz-me progredir.
Seguir em frente...
A minha meta
É produzir...
Marchar adiante...
É semear...
plantar…
Colher…
E rechear a vida...
Com a dádiva do trabalho

CARMEN CECILIA & MARIA GORETI ROCHA

Comentários

2
Foto de Carmen Lúcia

Amei de paixão esse poema.Transborda o amor e dedicação que tem pelo seu "trampo". E, realmente, é um dos trabalhos mais dignos( sem desmerecer outros) pelo amor e dedicação aos animais.Lembra-me São Francisco.Parabéns e meus aplausos, querida amiga!

Beijos, com carinho!

Carmen Lúcia

Foto de CarmenCecilia

CarmenCecilia

Querida xará!

Sem dúvida o trabalho é uma dádiva...Sem ele a vida fica vazia...(quantas pessoas desempregadas) E quando temos a oportunidade de trabalhar com o que gostamos é ainda melhor...

Obrigada por tua opinião e tua mensagem de carinho!

Beijossss de luz

Carmen Cecilia

CarmenCecilia