Frases e Citações

Poemas gays

Foto de Bahibak

Nunca li,um poema gay.
Vivemos em uma democracia,onde a censura não deve ser tolerada.
Alguém já escreveu algum poema,poesia,soneto,dueto,prosa...gay?

Foto de celiamaria

nao escrevo poemas gays mas escrevo poemas em k relato o k sinto pelas raparigas ou seja escrevo poemas lesbicos=)

Foto de Ednaschneider

"Atração:
Ela está entreaberta
Querendo com meus lábios ser coberta
Está pingando, molhada.
Querendo ser chupada.
Eu me aproximo
Sinto o cheiro adocicado.
Sinto o estímulo
E há um desejo a ser saciado.
Chupo, absorvo e me deleito.
Sinto o gosto enquanto espremo.
O caldo escorre, da boca cai no peito.
Sinto um prazer ao extremo.
Fico cansada de tanto sorver e chupar
Suas partes que foram tomadas
Em minhas mãos e meu paladar.
A vontade foi saciada.
Cada célula sugada
E em minha boca derramada.
Que delícia, fruta bendita...
...Essa laranja saboreada!

Joana Darc Brasil*
*Direitos reservados à autora"

23/07/07

(Vivemos num pais livre, onde podemos expresssar toda forma de inspiração, Viva a democracia!)
Joana Darc Brasil.

Por questões pessoais, gostaria de retirar este poema, mas não estou conseguindo no menu "Editar". Agradeço aos organizadores deste site se pudesse me ajudar.

Joana Darc Brasil

Edna Schneider Lemos (Joana Darc Brasil)

Foto de Graciele Gessner

Olá poetisa! Como vai?

Escreva para a Fernanda (e-mail dela: fernandaqueiroz23@gmail.com) repassando o (s) link (s) que queres a exclusão.
Assim será fácil de entender qual poema você está se referindo... É só passar o link por e-mail, ok?

Abraços graciosos,
Graciele Gessner.

Graciele Gessner.

Foto de priravazio

Elas

Ela havia pulado muito alto
Um passo no ar
Continuou sem seguir de salto
A outra ficou a olhar
Sentiu o medo de perder
Isso a encorajou a gritar
Vamos mudar a história?
Seu grito saiu de seu olhos
Empoeirados
Duas metades de mesmo nome
Lhe disseram que era infame
Não havia motivos para não tentar
Duas metades incompletas
Foram ensinadas que suas ideias erram incorretas
Gente ambígua
Uma hora tudo é lindo, outra é lixo
Mas bastou se encontrarem
Vidra uma na outra
Muito sorriso para explodir
Uma diz vamos além
Mas a outra tentou fugir
Medo, erro, abstinência
Correu demais e se cansou
Voltou
Mas deparou-se com sua ausência
Compôs uma música e seguiu com sua vida
Sentindo-se sozinha, pediu conselho a uma amiga:
Permita-se, seja o que tiver de ser
Sinta o que tiver de sentir
Prometeu-se não mais temer
Surgiu um novo amor inesperado
O medo havia passado
Livre agora estava
Ela mudou sua vida e nem pode dizer obrigado

Priscila Ravazio
priravazio.blogspot.com.br