Recordações

Foto de Anjinhainlove

Ainda se recorda
De para mim disponibilizar todo o seu amor?
Ainda se recorda
De abrir os seus braços para toda a minha dor?

Ainda sente
Todo aquele amor ao comigo brincar?
Ainda sente
Toda aquela dor ao ver-me chorar?

Ainda mostra
Aquele sorriso quente
Que esboçava
Quando eu lhe dava um beijo
E lhe dizia
"Adoro-te"?

Ainda gosta
De ver futebol
Mesmo lembrando
Que eu o acompanhava neste ritual
Que nos mantinha unidos
Partilhando a dor das derrotas
A felicidade das vitórias
E as lágrimas da emoção?

Recordo com tristeza
O quão vagos se tornaram esses momentos
Agora tem uma vida nova
E eu não faço mais parte dela
Mas mesmo sabendo que
Esse facto a si não dói
Quebra-se o meu coração
Quando no meu pensamento
A palavra "Pai"
Se transforma em
"Vestígios"...

Foto de edemilsonreis

Muito bem soube discorrer sobre esta assertiva com uma naturalidade incrível!!!

Foto de Anjinhainlove

Caro Edemilson, agradeço o seu comentário e fico muito grata por ler o meu texto... quanto à naturalidade... é obvio que a tenha porque esse poema é retirado da minha própria vida...

Porque mais lindo que o amor, é só mesmo escrever sobre o amor:

Cheila Pacheco

Foto de Fernanda Queiroz

Quando o coraçao fala,pronuncia as mais belas palavras, mesmo que seja em saudades...em veitígios.
Parabens
Fernanda Queiroz

Grande abraço.
Fernanda Queiroz

Foto de Anjinhainlove

Cara poetisa... quando o coração fala o meu mundo para, mas neste momento o meu coração só chora prantos...
Obrigada pelo seu comentário.

Porque mais lindo que o amor, é só mesmo escrever sobre o amor:

Cheila Pacheco