Beleza

Foto de Rosamares da Maia

SÓ MULHERES

Só Mulheres

Transitam por vezes em anônimos rostos,
Seus espíritos em dimensões transitórias.
São estrelas de rotas improváveis, invisíveis,
Deixam seus rastros, perfumes e venenos,
Misturados, todos na mesma taça,
Sensualidade e beleza em situação fugitiva,
Vidas intransitivas e de magias eternas.
Mulheres, anônimas feiticeiras do cotidiano,
Somos mães, irmãs, tias, avós... amantes.
Profissionais, vidas singulares, nada fácil,
Todas de fascínio comuns e contraditórios.

Mulheres que hoje tomam o traço nas mãos,
Erguem a cabeça e veem além do horizonte.
Escrevam, reinventem a luta e a trajetória,
Contem a história que vocês quiserem contar.
Na taça, misturem os perfumes e os venenos.
Desenhem com firmeza os próximos passos.
Como rosas dos ventos, determinem a direção,
Estabeleçam rumos, o caminho não está perdido.
Demarquem com traços cartesianos o espaço.
Somos as feiticeiras do cotidiano, nós existimos
Multiplicamos, nós pensamos, ... realizamos

Rosamares da Maia

Foto de Rosamares da Maia

RESSACA

Ressaca
A curva forte e sinuosa do vento
Saudava a saudade no meu corpo.
A força queria faze-me flutuar,
Mas sem qualquer legitimidade.

Quebrou o pudor das minhas saias,
Devassando a minha intimidade.
Nada mais tinha eu para esconder.
Nada havia para perder ou temer.

Mas em fuga corri, busquei abrigo,
Entre as paredes do sétimo andar.
Pelas janelas altas e esvoaçantes,
Divisei a silhueta do vento, o perigo.

Pude ver a vela que teimava no mar,
Presenciei sua força, o tolo destemor,
Levantaram-se ondas em espuma e sal.
Cova cavada na areia da praia.

Beleza destroçada pela tempestade.
Que sepultou a doce e frágil nau,
Junto com os despojos do meu amor.
Que se deitou na areia, só para morrer.

Rosamares da Maia 21/07/2020

Foto de Helder Duarte

As flores

Vieram as flores ao jardim do campo.
E permaneceram nele muito tempo!
E disseram umas às outras, irmãs!
Não sejais princesas de tamanho anãs!

Mas cresçam os vossos ramos!
Para o alto em direcção ao céu!
Altas e lindas pois sejamos....
Neste jardim que tanto cresceu!

Cantemos com nossas vozes!
A canção da vida linda...
Que nos ensinaram nossos avós,

Um cântico antigo de beleza infindável!
Que nos leva sempre ainda...
A louvar o Deus tão amável!

Foto de Helder Duarte

Flor Branca

Tu és uma flor branca!
De ti vem o perfume da manhã...
Que nos enche de beleza tanta.
E de uma vida com força tamanha.

Neste jardim de flores tantas!
Tu és bela desse modo teu.
A todos com tua presença encantas!
A mim alegria dás a coração meu.

Por isso neste lugar, há beleza.
Disso eu tenho muita certeza.
Tu fazes parte desse encanto.

Vai em frente, nesse perfume deixar.
Dá a todos o teu amar.
Tu... flor branca que eu tanto canto!

Dedicado à enfermeira Rute Brito

com carinho
.
Hélder Duarte

Foto de Dileno

Reflexão da vida vivida.

Eu já disse o que não quero dizer hoje? O espelho está empoeirado novamente e a cada cicatriz, uma mancha de vazio aumenta. É a única coisa que parece real. Você ja perdeu alguns segundos olhando pra fora de si? Enquanto você olha pra dentro, um reinado de sujeira encobre a paisagem, e você dobra mais uma esquina e se torna outro personagem. O relógio já está marcando meia noite, mas meus olhos continuam abertos. Se você descobrir a verdade, jogue-a fora. Não me venha falar de religiões, esportes, ou qualquer tipo de entretenimento... Eu já ofereci o meu mundo de impurezas. Talvez eu deveria ir para outro lugar, porém, outro caminho se abre a cada passo em falso, e eu machuco você de novo. Eu faria tudo da mesma forma, pois é a única maneira de eu me sentir vivo. Qual é a sua conclusão? Não quero ouvir coisas sobre moral, beleza, sistemas complexos, amor. O amor, o amor, guardem-o, sem correntes. Querem um servo voluntário? Quotidiano, repetitivo, casado, fútil? Querem que eu seja feliz dentro da sua caixa de mentiras? Querem que eu ganhe dinheiro, dinheiro. Querem que eu não sinta. Querem que eu seja o contrário também. Eu poderia mentir, mas já ouvi tudo que precisava ouvir. O que eu fui ontem? O sangue que se espalhou enquanto estava preso? A dor que trazia alívio? Ou as sombras que flutuam com o tempo perdido? Você diz coisas bonitas além da minha frágil compreensão. O universo, a ciência, a metafísica... E eu aceito por instante o que me destes, mas todos vão embora quando os sorrisos cessam. Só o peso do silêncio permanece comigo. E a dor continua presente nas manchas do tempo enquanto o fim se aproxima a cada corte profundo.Já disse que quero ser sozinho? Já disse que não quero que me dê a mão? Se eu pudesse me arrepender, ah, se eu pudesse começar novamente, eu faria da mesma forma. Eu encontraria outro caminho...

Foto de Siby

Violetas e poesia

Com violetas os versos vou enfeitar,
Então eu vou plantar para ver crescer,
E eu vou pensar antes de escrever,
Para depois, flores e versos misturar.

Quando da terra a plantinha brotar,
Como pensamento pronto para verter,
Tempo exato para crescer e florescer,
Com a beleza das flores vou me inspirar.

Entre tantas flores, a violeta fui escolher,
Pois sua simplicidade tem o dom de cativar,
Então escrevo para a sua beleza descrever.

Flores, pétalas de palavras vão se juntar,
Como magia em poesia irão se converter,
Violetas e poesia, temas do meu versejar.
Siby

Foto de Arnault L. D.

As cruzes

Aderidos aos passos,
os problemas e as penas,
as aflições malditas.
Sem adiantar espaços,
veredas que mil trenas
mecem tal infinitas.

Estarão lá... comigo.
Junto a beleza das águas,
das luzes, das flores, tudo.
Nas rotas em que prossigo,
trôpego, pisando mágoas,
tentando ficar desnudo...

Mas, não do traje que conto.
É além dele... é da pele.
Porém, não há como despir ...
esta é como é, e pronto.
sem desligue, mude, sele.
E eles vão por onde eu ir.

No pensamento, no suor,
nas rugas e enxaquecas...
nos calos n’alma e dedo,
na estafa e no não sabor
que se liga as coisas secas
e refutam até o medo.

Foto de Rosamares da Maia

POEMA DOS AMANTES

Poema dos Amantes

Insano é despertar
das horas nuas,
Apear dos lençóis,

Deixar teu aroma
com o raio da aurora,
Abdicar de tua pele,

Veludo profano,
Toque de absinto,
Favo de mel.

Fere-me a luz.
Nenhuma manhã
será o bastante.

Deixa-me voar
para as tuas noites
de puro pecado,

Perder em ti
o rumo abominável
desta realidade.

Quero consumir
teu fogo e consumar
desejos, derreter,

Para que recolhas
os mistérios do
meu ser em concha.

Num beijo úmido,
profundo, único,
sugando-me a vida.

Nenhuma manhã
será grandiosa.
O dia não vale a pena.

Eu vivo da noite,
da tua cama
onde a vida se esvai.

Ferida pela claridade.
escondo-me, espero,
para renascer contigo,

Emergir dos dias vazios,
das horas desertas,
da vida perdida,

Do desencontro de almas,
Queixume de bocas,
Do frio cortante.

Há pouca coragem
para mudar, buscar,
ralar-me em nova dor.

Se te deixo fugir,
toco a tua ausência.
É tarde demais.

És denso, ficaste no
perfume dos lençóis.
Grudado em mim.

Penetra-me o corpo,
Fertiliza-me a alma.
Espero na penumbra.

Nenhuma manhã
terá a beleza
das tuas noites.

Nenhum raio de sol
poderá traduzir-te como
o poente que te despe.

Teu enigma noturno é
livro da lua cheia
que a nova decodifica.

E se este amor de fases,
mais se multiplica,
sou tua lua crescente,

Lua de amor e fel.
Lua dos amantes.
Clara e nua lua de mel.

(Rosamares da Maia 26.06.2000)

Foto de Minha_Historia

Senhor do destino

Toda noite que olho para o céu e vejo a lua cheia.
Lembro que em uma noite ela iluminava nosso caminho.
Juntos ou separados ela continua a iluminar.
Deixar de te amar impossível!
Parar de sonhar improvável!
Te amo como sempre ou ainda mais desde o dia que nós entregamos um ao outro.
Sonho mesmo acordado...
Com seu beijo molhado...
Com seus olhos brilhantes...
Com seu abraço apertado...
Com nossos corpos suados ao se completarem.
A vida segue, não sei se você consegue.
Mais sempre me pego pensando em você.
Saudades mil...
Do nosso amor bandido...
Mais incontestavelmente correspondido.
As vezes acordo a noite meio perdido.
Pensando ter ouvido você me chamar.
Isso por hora me basta
E já me pego sorrindo.
Minha flor, minha princesa.
A vós declamo meu amor, amor pela sua rara beleza.
O tempo é Rei.
E que o amor seja Senhor do destino.
Meus lábios continuam fechados.
Mais meus olhos não conseguem esconder o brilho,
De quando estou pensando em você.

Foto de marco aurelio castro neto

MULHER AROMA DE MULHER

QUANDO PASSA, DEIXA NO AR SEU PERFUME.
NÃO É NENHUMA FRAGRÂNCIA QUALQUER.
É PERFUME DE MULHER,
ADOCICADOS EMBRIAGANTES.
POR ONDE VAI DEIXA A CERTEZA DE UMA DIVA PERFEITA,
DE SI LUETA.
HORAS LARGAS, HORAS FINAS.
SUA IDADE NÃO INTERESSA, SOMENTE SUA BELEZA DE MULHER,
UM PERFUME PRÓPRIO, INCONFUNDÍVEL,
PORQUE SABE SER A MAIS BELA,
COMPARADA A UMA LINDA FLOR RUBRA DE INTENSO CALOR.
MULHER AROMA DE MULHER, SEUS DIAS E INFINITO.
SUA COR PODE SER NEGRA,BRANCA,VERMELHA MAS SEU AROMA É MULHER...
Marco Aurélio Castro Neto

Páginas

Subscrever Beleza

anadolu yakası escort

bursa escort görükle escort bayan

bursa escort görükle escort

güvenilir bahis siteleri canlı bahis siteleri kaçak iddaa siteleri kaçak iddaa kaçak bahis siteleri perabet

görükle escort bursa eskort bayanlar bursa eskort bursa vip escort bursa elit escort escort vip escort alanya escort bayan antalya escort bayan bodrum escort

alanya transfer
alanya transfer
bursa kanalizasyon açma