Poemas Inéditos para Colectâneas

Foto de Arnault L. D.

Ao velho Johnny

Johnny, meu velho amigo,
o que diria agora?
Me pergunto... e a resposta
é o somar que consigo
das memórias de outrora,
estendidas à mesa posta.

Foto de Arnault L. D.

Abstrata e desconexa

A propensão de pensar,
medir, somar, entender,
destoa do cansaço... o nutre.
A idéia aborta incompleta.

Foto de Arnault L. D.

Fora do Prazo

Se houvesse, amor ausente,
uma trégua para nós,
eu iria estar contigo,
lhe traria um presente...
Novamente o mundo a sós
abrindo espaços sem perigo.

Foto de Arnault L. D.

Sementes nos bolsos

Eu trago sementes no bolso,
nos lábios, alguns assovios.
Acordes abertos e esparsos
das músicas que à mente ouço.
Soam preenchendo os vazios
do cotidiano que esgarço.

Foto de Angelgoiabinha2

Pesar

Hoje eu queria um pincel
uma tinta que colorisse o papel
uma inspiração trazida do céu
para minha vida poder alegrar

pesar!

Foto de Francisco Petrônio Ferreira de Oliveira

Acasalamento

Meu bem, de olhos de sanhaço na muda
desancou-me, deixou-me assim, tão ai
que nidifiquei de amor.

Foto de Arnault L. D.

Seguindo estrelas ( navegante )

Enquanto a estrada
ligar o lá ao sei onde?
enquanto a esperança se esconde
no horizonte inalcançada.

Foto de Francisco Petrônio Ferreira de Oliveira

Abandono

Não bastasse
que se batesse
contra toda parede branca
que havia, avezinha tonta,
bateu asas
e deixou sozinho,
no ninho,
meu coração de passarinho.

Foto de carlosmustang

"Paixonites"

Na maioria das meias duzias de "Paixonites" que tive na porra da vida, essa foi a mais estranha, rapida no envolvimento, vagarosa e grudenta de passar.

Foto de carlosmustang

Dignificando o Desejo

Meu amor é por um amor sábio,
De uma linda fêmea criadora
Preencheu meu coração vago
Com intenso carinho, formosura

Páginas

Subscrever Poemas Inéditos para Colectâneas