O PARALELO DA VERDADE

Foto de José Herménio Valério Gomes

Que fazes,em que pensas tu amigo
Sentado de costas para a rua
Dizes que a vida não faz mais sentido
Dentro do teu mundo, que não tem mais lua

Murmuras desejo de morte
Um sentimento por ti convidado
Que chegou num cavalo fantasma a galope
Para te levar a outro lado

Tal como tu,meu amigo
Vivi um grande e louco amor
Por isso hoje estou aqui contigo
Pedir-te que te afastes ,para sempre dela

Somos a lenda onde tudo aconteçe
Pensando saber que esta àgua não beberei
Mas nem tudo assim parece
Pois a vida tornou-nos fora-da-lei

Fomos afastados da sociedade
Perdemos a confiança,de quem em nós acreditava
Foi quando a revolta,nos pareceu a verdade
E afinal perdeu-se tudo e aqueles de quem gostava

Um dia aconteceu assim
Estava eu em espera num abismo
Quando alguem se apróximou de mim
Como se quebrasse um feitiço

Peço-te amigo,estas palavras não esqueças
Quero que voltes tambem a usufruir este mundo
Por favor ,nesse lado não adormeças
Quero rever-te de volta,mais que estes segundos.........?