Ar

Foto de Minha_Historia

Permita se amar

Como poderia amar sem é aceitar as diferenças
A vida é assim amor versus paixão
Temos que dar ao outro o caminho livre, ficar se assim desejar.
Tudo começa com a paixão, se virar amor com certeza pra sempre viverão.

Temos que pedir menos e confiar mais.
Devemos enxergar além do olhos.
Às vezes o brilho no olhar ou até mesmo a imensidão de um sorriso
Dizem coisas que não sabemos interpretar

Permita se amar
Sem nada cobrar, se não deu certo
Siga em frente e liberte se
Se não está com você é por que nunca lhe pertenceu

Muitas vezes não sabemos aproveitar
O dom gratuito da vida que é dado por Deus
Por amar demais os outros, deixamos de nos amar.
Apenas deixando a vida passar.

Vai em frente e viva intensamente
Repita aquele abraço apertado
E mesmo que lhe falte ar, de tanto abraçar
Persista, beije sem ver o tempo passar.

Só não se entregue a solidão
Estás vivo, então descubra outra paixão.
E quem sabe esse romance
Se torne o amor que sempre procurou

Foto de Minha_Historia

Recomeçar

A ansiedade por mais um encontro me tirava o sono outra vez
Confiante e seguro que o nosso amor falaria mais alto
Não me preocupava com o amanhã
Quando te vi a alegria tomou conta de mim
O pulsar do meu coração não escondia a emoção
Você sorriu e me contagiou
Senti aquela louca vontade de lhe beijar
O destino nos trouxe de volta ao local do primeiro beijo
O clima de paixão e desejo pairava no ar
Só pensava em te amar como se fosse a primeira vez
Porém foi muito melhor já que a timidez ficou no passado
Com um longo beijo e um abraço apertado
Sentimos que essa loucura de pensar em se afastar
É coisa das nossas cabeças pois os nossos corpos se pertencem
Pra completar os tratamentos não mudaram
A chama da paixão continua acesa
Sou seu homem
E você é meu único e grande amor
Seus sentimentos ainda que confusos
Faz com que seus doces lábios me chamem de amor
A atração versus amor
Deram lugar ao eu gosto e eu amo
Saiba contínuo aqui no mesmo lugar a lhe esperar
Te quero
Hoje e sempre
Já que meu coração só sabe te amar

Foto de carmenpoeta

Incoerência

No ápice da montanha onde a beleza aporta
em cores reinventadas, luzidias e mescladas,
nuances celestiais, misticismo que aborda
permeando cascatas de águas dançantes,
plantas exóticas e fontes ondulantes
bordando uma cortina, exposição do encanto
onde o desencanto e a inveja só observam da janela,
galopa a grande dor num cavalo alado
querendo se mostrar ao mundo
num voo incoerente ao inusitado...
Abrindo-se feito um leque úmido,
mofado, estraçalhado,
cuspindo dos dissabores, os mais profundos.

E a dor perpassa pela beleza...
Não se curva ao sagrado,
não cobiça tal riqueza,
não se importa com seu toque
nem responde ao seu chamado...
Cavalga a sua grandeza,
busca o ar que a sufoque.

_Carmen Lúcia _

Foto de Siby

Eternos namorados

Sensibilidade no olfato,
Seu perfume está no ar,
É você que vai chegar,
Coração em sobressalto.

Momentos perfumados,
Mãos que se afagam,
Braços que se abraçam,
E doces beijos trocados.

Com todos sentidos aguçados,
E um perfume envolvente,
É de flor, cravo e rosa enlaçados.

Seu e meu perfume misturados,
Diferentes, como rosa e cravo,
Iguais, como eternos namorados.

(Siby)

Foto de Arnault L. D.

A cor vermelha

Essa minha calma é falsa,
é desassombro, é escombro,
o ar inerte das ruínas,
a marcar que houve batalha.
Chego a duvidar se há pausa,
a ave que pousa meu ombro,
inerte, ou voa ao que destina?
Ao inexistir que se espalha.

Sequer o sonho movimenta,
esvai a alma em abandono,
se queda, lânguido e lasso.
Mesmo desperto, se assemelha
na inércia amena, que sustenta
a passividade do sono.
Mas, mentirosa a sei, disfarço
a dor; tensão; a cor vermelha...

O ar, só o éter disforme
as minhas vísceras afaga,
envolve, tal morno azeite
mixando ao mundo que dorme.
Torna em si tudo o que traga,
me desarma e sopra, aceite...
Talvez, corpo o limiar nem forme,
seja só o nada que vaga...

Foto de Minha_Historia

Dois corpos uma só paixão

A paixão está no ar
Apaixono-me a cada gesto, palavra e olhar
Em seus braços encontrei muito carinho
E com seus lábios aprendeu me dominar

Hoje sei o que é felicidade
Sei que a saudade é passageira
E a distancia aumenta o desejo
A vontade de sentir seu toque, seu beijo

As palavras ao pé do ouvido
São como flechas de um cupido
Que sabem onde tocar
Perdido de amor eu só quero te amar

Como um vulcão em erupção
Já não controlo mais minha respiração
O calor que me consome por dentro
Te contagia ao mesmo momento

Nossos corpos se completam
E no balé da paixão
Libertamos nossos instintos
Entregando se com todo amor

A intensidade é inexplicável
Uma paixão sem limites
Insaciavelmente
Deliciosa

Uma breve pausa para
Curtir seu olhar
O toque dos seus dedos
Seus afagos, carinhos e beijos.

Há e não se esqueça
Te amo, te desejo
Me perdi no seu olhar
E me encontrei nos seus beijos.

Foto de Minha_Historia

Você surgiu

Você surgiu
E sem pedir licença dominou meu corpo
Que corpo
Se nem meus pensamentos me pertencem mais
Inexplicavelmente
Minha respiração descontrola-se ficando descompassada.
E muitas vezes fico sem ar
Fui contaminado pelo vírus do amor
Que veio pra ficar
As nossas conversas tornaram se intermináveis
Nos mais variados assuntos
Perdemos a noção do tempo
As olheiras são provas das noites mal dormidas
Visita-me em meus sonhos
E assim continuamos 24 horas em sintonia
A saudade tomou conta do meu ser
Quando por algumas horas não tive noticias suas
Com as fotos com seu belo sorriso
E de suas mãos delicadas e macias
Me acalmo
Sinto como se estivesse me olhando, sorrindo ou se arrumando pra mim
E sinto que sou o homem mais sortudo do mundo
Lagrimas só de felicidade
Agradecendo a cada amanhecer
Por este maravilhoso presente
Por você paixão
Que hoje habita em meu coração
Te amo e hoje tenho motivos pra sorrir
Seus sentimentos transformaram-se em palavras
Eu consigo sentir
Que os opostos se atraem
E as nossas vidas se completam

Foto de Arnault L. D.

Infinitésima

Amor, somente a palavra
já abre uma luz... e é luz.
Uma brisa a soprar nuvens,
que naco de céu já livra
do não azul, que não fez jus
e nos sequestra de reféns.

Mas, foge apenas a menção,
e incide um lusco-fusco,
hiato entre sol e lua,
à vida e morte, faz seção.
No infinitésimo busco
o ar da palavra sua...

Amor, intangível fato,
que contrasta de nuança
o imaginário na imagem,
no retrato o abstrato.
Verbo que ao falar se lança,
e muda os ventos que agem.

Foto de leila lopes

DOR

Como posso mensurar a dor da alma
essa não se consegue medir
doi apenas doi
doi tanto que parece que o ar
não consegue chegar ate os pulmões
um entalo muito grande obstrui todas as passagens
e é preciso fazer um esforço sob humano para fazer
uma coisa que desde o nosso primeiro momento de vida
fazemos naturalmente ; RESPIRAR !!!!
Agora e assim que me sinto
Voçê veio me ensinou a gostar
e como voçê mesmo disse gosto tanto que não consigo entender o turbilhão de sentimentos que se misturam dentro do meu peito.
mais que amor é esse que machuca e faz sofrer
que amor é esse que não consegue entender
que maior e muito mais importante é o que se esta sendo construido dia a dia
que amor é esse que te poda a todo instante
que a todo instante te diz coisas que te fazem sofrer
amor e ironia não combinan
como podes zombar e ironizar da pessoa que diz gostar
não consigo entender
dizem que coração não doi
então que dor é essa que comprime meu peito
e me faz chorar , não sei e não consigo tão pouco entender
mais hoje te livre,pode voar e descobrir em outros em outras pessoas aquilo que voçê não conseguiu enxergar em mim
eu vou permacer aqui como sempre
junto aos meus valores ,meus erros e meus acertos e todo o meu sentimento que voçê não quiz ou não pode ver que eram só por voçê e mais ninguém.
fico com a minha dor e a palavra SAUDADE!!!

Foto de Arnault L. D.

Mosaico

Algo em mim é a terra
e algo de mim é o ar.
Trago em mim campo e serra,
espuma da onda a espraiar.

Cresceu comigo a estrada,
passos, trama em desalinho.
Qual linha a tecer fiada
e me fez assim, caminho.

Algo em mim é a terra
e algo de mim é o mar.
Trago confim o que encerra,
velhos passeios do lugar...

Planta de longas raízes
ligada ao berço a distância,
nutre a seiva, reprises
do viver, lar e infância.

Algo em mim é a água,
bebida, sentida, igual.
Oceano, chuva, mágoa,
mar, suor e lágrima... sal.

Sou também a minha casa,
cidade, bairro, a rua...
Donde fui, e criei asa,
cada, em mim, continua.

Páginas

Subscrever Ar

anadolu yakası escort

bursa escort görükle escort bayan

bursa escort görükle escort

güvenilir bahis siteleri canlı bahis siteleri kaçak iddaa siteleri kaçak iddaa kaçak bahis siteleri perabet

görükle escort bursa eskort bayanlar bursa eskort bursa vip escort bursa elit escort escort vip escort alanya escort bayan antalya escort bayan bodrum escort

alanya transfer
alanya transfer
bursa kanalizasyon açma