Arte

Foto de Siby

A beleza do Outono

Quando abro a minha janela,
Posso a brisa de outono respirar,
E vejo o que a natureza veio pintar,
Com as suas cores de aquarela.

Com o clima do outono no ar,
Procuro reparar nas coisas belas,
E vejo folhas verdes e amarelas,
E ainda aquelas frutas no pomar.

É o outono se mostrando na janela,
Onde a natureza tem o seu lugar,
Emoldurando sua arte tão singela.

Como um quadro para admirar,
Olho a paisagem linda pela janela,
É a beleza do outono que paira no ar.
(Siby)

Foto de Siby

Natureza em harmonia

Na natureza tem sintonia,
Há seres que quase não se pode ver,
Mas que dão exemplos de viver,
Em organização e harmonia.

A teia é uma arte da aranha,
Que engenhosa tece a sua rede,
É um ser que tem fome e sede,
Come o que na teia se emaranha.

E há muitas espécies de formigas,
Vivem com muita organização,
Trabalham e todas tem a sua função,
Da ecologia são importantes amigas.

Quem produz o mel, um néctar natural,
É a abelha, pequena trabalhadeira,
Na natureza, uma doceira muito especial.

Maravilhosa metamorfose da natureza,
Como magia, a lagarta vira borboleta,
Voa e enfeita a natureza com a sua beleza.

(Siby)

Foto de Minha_Historia

Razão versus emoção

Amor se tive consciência
Hoje sei que a perdi
Vou contra a razão sim
E não quero recupera lá
Deixo a emoção me levar
E assim cometeremos as maiores loucuras em nome do amor
A cada dia mais nos envolvemos
O caminho é estreito e sem volta
Mais pra que pensar no futuro
Se ele vai existir de uma forma ou de outra
Os sentimentos se tornam mais claros
Da mesma forma que a lua cheia é imponente no céu
Você é absoluta em meu coração
Vem entregue se a paixão
Temos muito a viver
Curtindo e sendo cúmplices nessa paixão
Então não demora vem logo
Que vamos eliminar a saudade
E viver os bons momentos
Vem e deixe que o tempo
Faça sua parte
Se amar é uma arte
Somos artistas do amor
Vem se aquecer no calor do meu corpo
Que preciso matar minha sede
Nos seus beijos molhados
Quero mais um abraço apertado
Quero ser seu namorado
E tudo que você quiser

Foto de Costa e Abrantes

És mesmo desta Terra?

Conforme prognosticado pelos anjos
Passei a amá-la no decorrer dos dias
Busquei pensar mais em ti
No bem mais seleto que a tua presença faz a mim

És mesmo desta Terra?
Ou tu és a lindeza vivificada?
A grandeza jamais quantificada?
A obra de arte jamais pintada?
Ou será que és a paz em ouro banhada?

Um diamante lapidado pelos anjos?
Uma das obras primas do arcanjo?
Vinda da fonte do Santo?
A incrível expressão do superlativo?
A essência da matéria humana?
A inenárravel honra?
A mulher feita sob medida?
A razão áurea?
A constante jamais esquecida?
O resultado da equação da minha vida?
És mesmo daqui?
Digo, desta Terra?

Foto de Patricia Biase

Inércia

Sinto meu corpo frio, inerte. Será a vida? Será a morte? Meu rumo sem Norte. A batalha diária da meretriz! Eu sou Patricia de Biase ou apenas da luxúria a arte? Sou a prostituta largada!

Foto de leila lopes

A um amigo

Querido amigo
lembro da alegria com que vivia seus dias
lembro do seu sorriso franco e daquele rosto de quem estava fazendo arte
lembro de um passeio a praia ,onde voçê chamou a atenção de todos dançando calipso,uma verdadeira Joelma .
estive ao seu lado nas suas perdas
também estive nas suas alegrias
e estou com voçê agora também
minha mão tocou sua face
acariciou os seu cabelos
segurei sua mão e disse que estava contigo
passo para sua irmã e seu irmão
o meu carinho,o mesmo que sempre te dei
peço a Deus que os anjos do Senhor
estejam com voçê nesse momente
Meu querido amigo
voçê faz parte da minha vida
e sempre fara
e nas minhas memorias
vai estar sempre presente
Então peço apenas ao senhor
que qualquer que seja a sua vontade
possa dar força para aqueles que estão
lhe acompanhando diariamente
para passar por este momento
a voçê peço que Deus possa lhe conceder
os mais belos sonhos
e que voçê possa estar vendo
campos verdejantes e flores
e quando voçê acordar
nessa vida ou na outra
sinta- se feliz
como sempre foi
um doce beijo
meu querido amigo.

Foto de Carmen Lúcia

Bailarinas

Leves, tão leves, mais leves que a própria leveza,
comparadas a uma linha tênue, sutil,
levadas por um sopro, aragem febril,
girando sempre, eternamente, sem partir,
sem ferir,sem dissuadir, sem iludir,
sem realmente ir...
Asas invisíveis, voos indescritíveis,
provam a si mesmas
a não gravitação entre Terra e céu,
entre corpo e alma,
entre céu e léu,
entre tudo e céu...
mundo a parte que reparte
enlevo,entrega,beleza, o surreal...
Pisam sem pisar, lançam de mansinho
sentimentos a fluírem em suave virada,
chuva de prata, tamanha é a força da arte
que dança, alcança o tudo e o nada
povoando o vácuo com a postura
de quem sabe, quem inspira, quem lidera,
quem ganha altura,
quem espera o momento exato de descer
e tristemente encarar a vida
a girar sem rodopios,
a contundir a essência
da coreografia –ironia –
maculando as rimas, os versos
a sonoridade da melodia,
a poesia nascida das bailarinas.

_Carmen Lúcia_

Foto de poetisa1

Bolhas de Sabão

Como bolhas de sabão
Na simetria das palavras
escrevem-se versos
desconexos.

No estilo das letras e das formas
A incoerência é uma arte,
sem proporção.

Uma guerra silenciosa,
faz-se sentido,
se for da alma.

Seu efeito colateral
libera adrenalina,
paixão.

Livre de preconceitos,
o sistema gera,
o caos primordial.

Como numa roda gigante
as palavras giram a esmo,
como bolhas de sabão.

Myrian Begon

Foto de Riva

A VOZ DO POETA

A VOZ DO POETA

Versifica o amor com o coração tão sentido!
Ó poeta! Deus das rimas e flórido trovador!
Das palavras faz o verso mais compungido,
Para na espectativa lenificar sua grande dor.

Os seus poemas são magias para o ouvido,
Quem os declamam, embriaga o sonhador,
A arte das trovas lhe faz o grande querido,
Rapsodo e arauto do mais piançado amor.

Pervaga por entre as estrofes, adormecido,
Fazendo do soneto seu romântico sedutor,
Flui o pensamento nas estrofes, absorvido
No versar sensível que o torna encantador.

Os céus inspiram-no, e o faz o enternecido,
Expondo no seu cântico o aedo devaneador;
Lirismo, a expressão imo por haver ele vivido
A estesia dos versos, na voz do declamador!

Rivadávia Leite

Foto de Arnault L. D.

Enamorado

É doce ao paladar,
das palavras o gosto;
é música ao ouvir
o som que professar.
É brisa para o rosto
o que do amado vir.

É luz a se espalhar,
na noite, a lua cheia;
é beira-mar aos pés,
na maciez, molhar.
É arte à alma. ceia,
clara a vejo, se me és.

É tal desta maneira
que o amor, a revelia,
a coisa que convém
forja tal verdadeira
no que só há em poesia,
como esta que me vem.

Páginas

Subscrever Arte

anadolu yakası escort

bursa escort görükle escort bayan

bursa escort görükle escort

güvenilir bahis siteleri canlı bahis siteleri kaçak iddaa siteleri kaçak iddaa kaçak bahis siteleri perabet

görükle escort bursa eskort bayanlar bursa eskort bursa vip escort bursa elit escort escort vip escort alanya escort bayan antalya escort bayan bodrum escort

alanya transfer
alanya transfer
bursa kanalizasyon açma