Dedos

Foto de José Herménio Valério Gomes

FRAGMENTOS DE UM SORRISO

Vestida de único Amor
Num corpo de poema
Sorriso de uma flor
Que num baile-vento acena

Acreditou no jogo adolescente
Traída pelo desejo ingênuo
De ser amada continuamente
Necessitando esquecer aquele inverno

Trocando de volta os sentimentos
A que tão errado se entregou
Perdendo-se num leve momento
Para sempre da verdade que amou

Hoje,ainda restam laivos na memória
Das trocas de dedos e olhares fitos
Que se amaram noutra história
E adormece agora num livro

A felicidade não a abandonou
Mas a vida deu-lhe outro curso
Como ela nunca o imaginou
Conter num coração adulto

Hoje ela vê as noites divergentes
Sem os mesmos dias floridos
O seu final feliz está ausente
Mas algures em fragmentos no seu sorriso...

zehervago

Foto de Jardim

caminho por campos noturnos

1.

caminho por campos noturnos,
vagueio entre muros soturnos,
cruzo esquinas de solidão
que sufocam a minha canção.

a melodia escapa no descompasso
do meu sorriso escasso:
me acompanham nesta invenção
meus passos e minha canção.

me perco em campos escuros,
ruas de imprevisíveis futuros,
me afogo na desunião
entre meus pés e a canção.

busco a música que existe
com sua melodia líquida e triste
nas pontas frágeis dos meus dedos,
nos meus lábios amargos de segredos.

2.

nada tenho
além desta vida
que me resta.

não existem caminhos,
somente meus pés
sobre o asfalto.

nesta rude viagem
que inicio
rumo ao desencanto

não há o que contemplar,
minha incerteza
é meu único guia.

fonte, fogo ou rosas,
o que me espera
além da noite?

3.

piso com meus pés indigentes o enigma
que o universo expõe e sobre o caos me apoio.
piso a manhã desmantelada sobre o asfalto
da cidade ruída.

queria percorrer a todo custo a origem
da admirável magia porém apenas me acovardo
e desmorono e tudo o que resta é a dissolução
do enigma que busco.

Foto de Cleberson Aquino de Oliveira

Menina Faceira

Eita menina faceira,
que sabe me enlouquecer,
esta ginga e rebolado,
faz o artista ranger.

Nas curvas do seu corpo,
sonho em me perder,
na leveza dos seus seios,
quero eu adormecer.

Dos meus dedos faço pincel,
te tocar será mais doce que o mel.
A linda morena Tropicália, tu és um anjo,
e olhando pra você, me sinto um Michelangelo.

Cleberson Aquilo de Oliveira!

Foto de Jardim

provo teu negro amor

provo teu negro amor,
teus lábios amargos
na escuridão de nosso beijo.
o espelho reflete nossos corpos nus
e o negrume que nos acompanha.

púbis clara,
lua rara,
nossa roupas
pelo chão
da sala.

teus olhos imóveis
são pedras preciosas
a comprar o vazio da cama.
uma mulher vazia de sonhos.

tua beleza,
que me fez te desejar
acabou por sublimar
as outras tantas
que já desejei
como se todas as outras
tivessem em ti se consolidado.

rosa
escarlate
banhada
no orvalho
das minhas lágrimas.
rosa a me ferir
com seus espinhos.

tua voz
branca,
descrente,
como uma anêmona
entoa num cântico profano
o desalento deste amor
numa longa e triste canção.
o espelho refletindo nossos sexos
e a triste constatação de teu olhar imóvel
como pedras preciosas
a comprar o vazio da cama.

no escuro do quarto
sinto o calor de tuas mãos
e da urgência com que gozas.
a te chupar,
a lambuzar meu rosto
com o teu suco.

a sentir os teus dedos
que me acariciam
cada um de meus sentidos entorpecidos
como o despertar de um sonho
que insiste em não terminar.

diante de teus lábios amargos
me torno tua sombra,
um cão fiel,
um obsceno fruto, teu mel
a tornar amarga a minha vida.

atmosfera escura,
lua obtusa,
acredito em tua mentira
mais uma vez: sou tua.

Poema do livro Amores Possíveis
A venda em http://sergioprof.wordpress.com
Contato:
blog: http://sergioprof.wordpress.com/
facebook: https://www.facebook.com/jardimpoeta
https://www.facebook.com/poetajardim
twitter: http://twitter.com/SERGI0_ALMEIDA
linkedin: https://www.linkedin.com/in/poeta-jardim-a7b0222b
google +: https://plus.google.com/+sergioalmeidaJardim
skoob: http://www.skoob.com.br/autor/7181-jardim

Foto de Jardim

de ti trago memórias

de ti trago memórias
que o tempo cuidou em preservar,
voos de ícaros que ainda amanhecem
no orvalho da minha sede
pela febre do teu corpo
que em mim nunca se extinguiu.

minhas mãos ainda te buscam
ainda que há muito já não te toquem.
perco-me em minha insensatez
colhendo alegorias, ilusões,
acorrentado à tua miragem,
quimera de deslumbramento
dos meus infinitos enganos.
à noite, no espelho é o teu rosto que vejo.

são para ti as rubras rosas que trago,
é por ti que pulsa o sangue em minhas veias,
é teu este meu grito mudo.
são para os teus peitos
este toque dos meus dedos.

ecos da tua voz me trazem
tuas palavras agora antigas.
te ouço ainda mesmo que ausente
e me sopras ventos de nostalgia
que vagam pelas esquinas dos meus dias.

o hálito morno de tua respiração
me invade o fôlego
e me torno o avesso do meu avesso.
restaram pequenas palavras
que me sussurravas com tua voz muda
quando me pedias que te ouvisse,
quando me pedias que te tocasse,
quando me pedias:
me beija, me fode.

te trago dentro de mim,
te fiz parte de mim,
caminhas ao lado dos meus passos,
pisando comigo este mesmo chão
e me conduzes ao longo do dia
para algum vago sitio,
para algum improvável lugar.

caminhamos juntos pela mesma estrada
mas há muito já não há mais estrada,
somente o rastro que nossas feridas deixaram.
somente um abismo profundo e negro.
um vazio, implorando aos gritos
que algo o preencha.

Poema do livro Amores Possíveis
A venda em http://sergioprof.wordpress.com
Contato:
blog: http://sergioprof.wordpress.com/
facebook: https://www.facebook.com/jardimpoeta
https://www.facebook.com/poetajardim
twitter: http://twitter.com/SERGI0_ALMEIDA
linkedin: https://www.linkedin.com/in/poeta-jardim-a7b0222b
google +: https://plus.google.com/+sergioalmeidaJardim
skoob: http://www.skoob.com.br/autor/7181-jardim

Foto de Jardim

guardei para ti

guardei para ti rosas e versos, construí cada palavra, pus em cada
uma um gosto de sol e mel, busquei matizes e luzes. aguardei que
sobre elas derramasses teu sorriso ao encontrares ali o teu nome.
minha satisfação brotou entre as pétalas do jardim. o que fiz foi para
esquecer as lágrimas já que agora somente teus dedos correm pelo
meu rosto.

Poema do livro Crônicas do Amor Impossível
a venda em http://sergioprof.wordpress.com
Contato:
blog: http://sergioprof.wordpress.com/
facebook: https://www.facebook.com/jardimpoeta
https://www.facebook.com/poetajardim
twitter: http://twitter.com/SERGI0_ALMEIDA
linkedin: https://www.linkedin.com/in/poeta-jardim-a7b0222b
google +: https://plus.google.com/+sergioalmeidaJardim
skoob: http://www.skoob.com.br/autor/7181-jardim

Foto de Jardim

o anjo

o anjo que pego em meu colo
tem um pouco mais na memória
do que a sua infância e me conta
na vastidão do seu tempo
a sua breve história.

um anjo em um corpo de mulher,
as asas das horas nos informam
a transgressão e o tempo
que em desejos alados
logo se transformam.

o anjo que ponho em minha cama
é uma parte aventura e outra romance,
prevê na tarde quieta a noite
e o destino que voa além
dos nossos olhos e do nosso alcance.

um anjo que menstrua,
que tem sexo e vagina que me provoca,
entreaberta ela desvenda
o clitóris que a ponta dos meus
dedos e da minha língua toca.

faço de seu corpo o meu endereço
e no meu colo ela me embala,
revela nos espelhos e no esperma
sua santidade e as roupas
que ficaram no chão da sala.

o anjo que beijo a testa
nem parece a mesma pessoa
que estuda, canta, dança, namora.
com suas asas inquietas
antes que anoiteça voa.

Poema do livro Filhas do Segundo Seo
a venda em http://sergioprof.wordpress.com
Contato:
blog: http://sergioprof.wordpress.com/
facebook: https://www.facebook.com/jardimpoeta
https://www.facebook.com/poetajardim
twitter: http://twitter.com/SERGI0_ALMEIDA
linkedin: https://www.linkedin.com/in/poeta-jardim-a7b0222b
google +: https://plus.google.com/+sergioalmeidaJardim
skoob: http://www.skoob.com.br/autor/7181-jardim

Foto de Minha_Historia

Dois corpos uma só paixão

A paixão está no ar
Apaixono-me a cada gesto, palavra e olhar
Em seus braços encontrei muito carinho
E com seus lábios aprendeu me dominar

Hoje sei o que é felicidade
Sei que a saudade é passageira
E a distancia aumenta o desejo
A vontade de sentir seu toque, seu beijo

As palavras ao pé do ouvido
São como flechas de um cupido
Que sabem onde tocar
Perdido de amor eu só quero te amar

Como um vulcão em erupção
Já não controlo mais minha respiração
O calor que me consome por dentro
Te contagia ao mesmo momento

Nossos corpos se completam
E no balé da paixão
Libertamos nossos instintos
Entregando se com todo amor

A intensidade é inexplicável
Uma paixão sem limites
Insaciavelmente
Deliciosa

Uma breve pausa para
Curtir seu olhar
O toque dos seus dedos
Seus afagos, carinhos e beijos.

Há e não se esqueça
Te amo, te desejo
Me perdi no seu olhar
E me encontrei nos seus beijos.

Foto de leila lopes

A outra metade

Os dedos passam pelas teclas quase sem sentindo
As palavras vão se formando e transmitindo o sentimento da alma
Hoje de fato e verdade abri meu coração
quero me permitir um amor
quero alguém que me complete e me faça sorrir
quero alguém que se orgulhe comigo de cada vitória
quero alguém que saiba o que preciso
sem eu falar uma unica palavra
quero a magia dos olhos nos olhos
quero o arrepio quente do desejo
quero a cumplicidade
quero que exista veracidade
quero a doçura do seu beijo
quero a força do seu braço a me apoiar
quero alguém que ainda saiba amar
quero alguém que respeite a palavra relacionamento
quero a outra metade encontrar
quero me doar com a mesma força e intensidade do meu querer

Foto de Minha_Historia

24 horas de amor

24 horas de amor

As melhores escolhas da vida começam no coração
O ritmo dos batimentos dita a intensidade dos nossos sentimentos
Ouvir a voz do coração
É na maioria das vezes irmos contra a razão
E deixar se levar pela paixão
No calor da emoção descobrimos prazeres inimagináveis

E foi assim que a nossa noite começou
Em pequenas trocas de olhares
Discretos mais envolventes
O entrelaçar de nossos dedos pedia mais
Tinha que olhar nos seus olhos
Que já não conseguem esconder o que sente

Dominados pela paixão
A atração falou mais alto
Nossos corpos em movimentos frenéticos
Completavam-se movidos pelo prazer
Entre gemidos e sussurros nos entregamos
E descobrimos a intensidade do nosso amor

Sem pensar em mais nada seguimos noite adentro
O sono não teve forças pra nos dominar
Nos amávamos intensamente
Explorando nossos corpos milimetricamente
Explodíamos de prazer
A cada nova descoberta

Descobri que o encontro de nossos lábios é mais que um beijo
Ele ascende o desejo e desperta os sentimentos jamais explorados
Dessa forma me entreguei, te amei e fui amado
Extasiados de prazer chegamos há múltiplos orgasmos
E a todo nossos olhares se cruzavam com desejo e paixão
Só queria abraça-la para sentir as batidas do seu coração

Vinte quatro horas de amor
Que nem vimos passar
Mais ficarão para sempre em nossas memorias
O gosto de quero mais ficou em cada lembrança
Desde a primeira taça de vinho ou naquele carinho
Que sentia no brilho do seu olhar

Páginas

Subscrever Dedos

anadolu yakası escort

bursa escort görükle escort bayan

bursa escort görükle escort

güvenilir bahis siteleri canlı bahis siteleri kaçak iddaa siteleri kaçak iddaa kaçak bahis siteleri perabet

görükle escort bursa eskort bayanlar bursa eskort bursa vip escort bursa elit escort escort vip escort alanya escort bayan antalya escort bayan bodrum escort

alanya transfer
alanya transfer
bursa kanalizasyon açma