Foto de Patrícia

Transforma-se o amador na cousa amada (Luís de Camões)

Transforma-se o amador na cousa amada,

Por virtude do muito imaginar;

Não tenho logo mais que desejar,

Pois em mim tenho a parte desejada.

Foto de Patrícia

Busque Amor novas artes, novo engenho (Luís de Camões)

Busque Amor novas artes, novo engenho,

Para matar-me, e novas esquivanças,

Que não pode tirar-me as esperanças,

Que mal me tirará o que eu não tenho.

Foto de Patrícia

Amor é fogo que arde sem se ver (Luís de Camões)

Amor é fogo que arde sem se ver;

É ferida que dói e não se sente;

É um contentamento descontente;

É dor que desatina sem doer;

Foto de Patrícia

Alma minha gentil, que te partiste (Luís de Camões)

Alma minha gentil, que te partiste

Tão cedo desta vida, descontente,

Repousa lá no Céu eternamente

E viva eu cá na terra sempre triste.

Foto de Patrícia

Onde porei meus olhos que não veja (Diogo Bernardes)

Onde porei meus olhos que não veja

A causa, donde nasce meu tormento?

A que parte irei co pensamento

Que para descansar parte me seja?

Foto de Patrícia

Cantiga, Partindo-se (João Roiz de Castelo Branco)

Senhora, partem tão tristes

Meus olhos, por vós, meu bem,

Que nunca tão tristes vistes

Outros nenhuns por ninguém.


Foto de Patrícia

Saudades (D. Francisco Manuel de Melo)

Serei eu alguma hora tão ditoso,

Que os cabelos, que amor laços fazia,

Por prémio de o esperar, veja algum dia

Soltos ao brando vento buliçoso?

Verei os olhos, donde o sol formoso

As portas da manhã mais cedo abria,

Mas, em chegando a vê-los, se partia

Ou cego, ou lisongeiro, ou temeroso?

Páginas

Subscrever Poemas de Amor RSS