Frases e Citações

Carapuça

Foto de Arnault L. D.

E a sorrir a velha ideologia
com seus dentes podres
pelo mel e açúcar que sobejou,
moles, pelo tanto que mordia
a encher a boca e os odres
da ingênua fé que roubou.

Mesmo com seu bafo fedido,
a se esquecer da idade
quer soprar ares de juventude
que a muito perderam sentido.
Se pega a paixão da vaidade,
dos que se adonam da virtude.

Da fogueira crepitante do antes
sopra o carvão da obra, lutam
a parecer aceso o já passado.
feito caricatas, debutantes...
Suas musas. senis já caducam,
as ruínas de seu templo sagrado.

Agora ainda a boca banguela
conclama sonhos por velhos ecos
porém, o hoje não mais reverbera.
Feito mania, Toc, sequela,
agarra-se a seus cacarécos:
Vaidades, engano e quimera.

Mas, ainda a ela beijam, os egos
dos que nunca admitem enganos,
que pelo que queriam, seduzidos,
os olhos para o mais tornam cegos.
Não admitem o falhar dos planos,
por seus enormes orgulhos feridos.