Onde anda?

Foto de Fernando Azamor

Onde anda aquele menino
Que empinava pipa na rua,
E sempre soltava balão.

Onde anda aquele moleque,
Que roubava manga do vizinho,
E sempre tinha razão.

Onde anda aquela criança,
Que com carrinho de bilha,
Corria, sem freio de mão.

Agora, longe de ser criança
Só me resta muitas lembranças
Bem dentro do coração.

Hoje, todo pirralho sabido
Tem sempre junto consigo
Smartphone na mão

Não sei se foi o destino
Que brincou com esses meninos
Tanto Jogo, nenhuma emoção!