Frases e Citações

Blog de Carmen Lúcia

Foto de Carmen Lúcia

Re(nova)ção

Caminho por calçadas e ruas...
Madrugada de lua e estrelas...
Confabulo comigo mesmo...
Em pensamentos,andando a esmo...
Seguindo a luz tênue do luar
Que preguiçoso, se esconde atrás das nuvens,
Para não ter que brilhar...exausto de iluminar!
Observando o cintilar das estrelas
Que,cansadas,já querem se apagar...
Logo estarei só...então virá a manhã...
Preciso encontrar novo caminho,mudar...
Antes que seja tarde,antes do Sol acordar...
Preciso me renovar,amanhecer diferente,
Reverenciar o dia,ser mais complacente,
Cumprimentar o Sol,dizer bom dia ao novo,
Reavivar a vida,agradecer-lhe a acolhida

Foto de Carmen Lúcia

Versos inversos

Meus versos são o inverso dos teus,
Falam de um amor ímpar, de um só par...
Enquanto que os teus são profanos,
Insanos ,mundanos...teu jeito de amar!
Meus versos são o inverso dos teus...
São luz das manhãs...os teus, Sol e Deus!
Meus versos são cheios de amor e verdade
E os teus revelam malícia, obscenidade...
Meus versos me levam a aninhar-me em teus braços
Teus versos exigem mais que um simples abraço...
Enquanto falo de poesia...te entregas à orgia,
Se versejo sobre flores...tu queres sugar o mel,
Colhido por beija-flores,tentando atingir o céu...
Meus poemas são intensos,os teus são rasos e tensos,

Foto de Carmen Lúcia

O catador de pensamentos

Mal amanhecia o dia
Lá ia seu Rabuja,
Com ar de ranzinza,
trajado de cinza
com um saco na mão.
Passava sob as janelas
de todas as ruelas,
caçando ilusões.
Suprimir sofrimentos,
catar pensamentos
caídos no chão.
Havia de todos os tipos;
alegres,pesados,sofridos,
sombrios,leves,vazios,
em grande profusão.
Catava-os com muito carinho,
colocando-os um a um
dentro do saco,no chão.
E antes de cair a noite
voltava para casa,
com enorme satisfação.
Embora cansado,queria
fazer de seu sonho,realização.
E nas prateleiras da sala,
distribuía com gala,
pensamentos mil...

Foto de Carmen Lúcia

Irresistível

O pranto teima em rolar...
Mas vejo a rosa se abrir, sorrindo,
Pedindo-me pra não chorar,
Então deixo a tristeza passar
E devagarinho ela vai se indo...

Não quero ver o amanhecer...
Mas a luz do sol magnetiza meu olhar
Que se perde na beleza que reluz
Que se ilumina com o novo alvorecer
Um novo dia que me faz renascer.

Recuso-me a admirar as estrelas...
Mas impossível evitar, deixar de vê-las,
A bailar na imensidão...Etérea coreografia,
Luzes que se confundem, celestiais sinfonias,
A me enviarem amor por telepatia.

Fecho os olhos e ando por aí...
Sinto meus pés acariciados pela grama,

Foto de Carmen Lúcia

Meus sentimentos

Quero libertar meus sentimentos
Abrir a gaiola do isolamento,
Deixá-los correr com o vento,
Sem represálias ou contratempos.

Páginas

Subscrever RSS - Blog de Carmen Lúcia